Corumbaense é prata nos Estados Unidos

A corumbaense Ariadne Oliveira perdeu, no final de semana, a final do Campeonato Mundial de Jiu Jitsu, disputado em Long Beach, nos Estados Unidos, e ficou com a medalha de prata.
Apesar do resultado negativo na decisão, a representante brasileira se mostrou contente, já que foi sua primeira competição lutando com a faixa preta. “Ninguém entra para ser o segundo colocado, né?! Mas estou satisfeita com essa estreia. No primeiro campeonato e consegui a prata”, exaltou Ariadne. “Agora é voltar para casa e acertar os erros”, cobra a lutadora, que desembarcará hoje em Campo Grande.

Esta foi a terceira vez que Ariadne disputou o Mundial nos Estados Unidos. No ano passado, a atleta ficou com a medalha de prata também, mas pela faixa marrom. Na primeira oportunidade foi eliminada logo na segunda luta. “Só na trave”, lamentou a corumbaense, que perdeu a medalha de ouro para a também brasileira Gezary Matuda.

Em abril, Ariadne conquistou o Mundial de Dubai, nos Emirados Árabes, conquistando a credencial para lutar como faixa preta.

Mato Grosso do Sul teve outros dois competidores em Long Beach, entretanto ambos ficaram longe do pódio. Os campo-grandenses Matheus Godoy e Leonardo Alves foram eliminados nas quartas de final do Mundial.