Vereadores pedem exoneração de secretários envolvidos em denuncia

Vereadores pedem exoneração de secretários envolvidos em denuncia

Durante coletiva de imprensa na tarde desta quarta-feira (11) os vereadores de Bela vista cobraram atitudes severas a respeito das denuncias envolvendo a secretaria de saúde e secretaria de educação.

A cobrança dos vereadores a respeito da operação do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) realizada no município que apurou um prejuízo de mais de R$ 1 milhão aos cofres públicos.

Segundo o MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul), o esquema fraudava licitações e contratos com a prefeitura para a prestação de serviço público de transporte de Bela Vista. Conforme as investigações, o prejuízo aos cofres públicos chega a R$ 1 milhão.

Oito pessoas estão presas temporariamente, entre elas servidores públicos, empresários de Caracol e secretários da Prefeitura de Bela Vista.

Durante a coletiva os vereadores cobraram do Poder Executivo atitude, “providências urgentes” diante da denúncia. “Não se pode um secretário ser investigado e continuar à frente da pasta”, argumentaram os parlamentares.

Os fatos e a denuncia foram apurados e é preciso também um posicionamento do prefeito quanto aos secretários que estão sendo investigado sobre denúncias de corrupção.

Vereadores durante entrevista a imprensa, falando da Operação Linha Dura. (Foto. Hermelindo Mendonça)

De acordo o vereador, presidente Xitinho, e necessário que o prefeito tome providencia urgente, para que a população não seja a maior prejudicada, a câmara esta atenta e fiscalizadora, primando pela ordem e respeito com a comunidade.

Vereadora Fabrizia Tinoco fez duras cobranças, afirmando que de imediato as duas secretarias envolvidas sejam demitidas por justa causa, por respeito à população, Bela Vista não pode ficar manchado pelo mau uso de recursos públicos que deveria beneficiar o cidadão.

O vereador Johnys Basso, comentou que não pode se fazer farra com o dinheiro publico, por isso e necessárias medidas drásticas, levantar a fundo as investigações, e propôs a criação de CPI – Comissão Parlamentar de Investigação, para junto com o MPE, colher todas as provas necessárias para desvendar a trama que se instalou em Bela Vista, lesando o contribuinte.

Gutierres, afirmou que a prisão dos envolvidos demonstra a gravidade dos fatos que estão ocorrendo no município, por isso temos a obrigação de acompanhar essa denuncia e dar uma resposta para a comunidade, que não agüenta mais fatos dessa natureza.

Ramão Paredes comentou que esta atento as denuncias, e que atitude deverá ser tomada imediatamente, pois ninguém e conivente com o que aconteceu, e nós estamos trabalhando para melhorar a nossa cidade e fatos dessa natureza não pode atrapalhar o desenvolvimento da cidade, e não iremos nunca concordar com a falta de seriedade na administração.

Diogo Murano alertou para o momento grave que o município passa, e que não vai compactuar com nada que esta sendo feito de errado, e que os vereadores estão atentos e irão tomar as atitudes necessárias, para o bem da comunidade, pois que sofre com isso e a população.

Hemerson Buiu comentou que e um momento triste para o município, e preciso uma providencia, e nós vereadores temos a responsabilidade de fiscalizar e dar uma resposta a comunidade, porque o dinheiro publico tem que ser respeitado.

Participaram da coletiva mo vereador, Presidente da câmara municipal de Bela Vista, Demecio Takeschi Higa, Fabrizia Tinoco, Hemerson Buiu, Johnys Basso, Rubens Nunes, Ramão Paredes, Diogo Murano e Francisco Leite Gutierres.

Posts Relacionados

Facebook Comments