Vereadores aprovam instauração de CPI para investigar denuncia

Vereadores aprovam instauração de CPI para investigar denuncia

Bela Vista (MS) – Nesta segunda-feira (16) os vereadores de Bela Vista aprovaram a instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a Prefeitura atendendo recomendação de n 0001\2018 do Ministério Publico Estadual no âmbito dos inquéritos civis nº 06.2018.00000693-1 e 06.2018.00000671-0, que investiga desvio aos cofres públicos de R$ 1 milhão.

Segundo o MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul), o esquema fraudava licitações e contratos com a prefeitura para a prestação de serviço público de transporte de Bela Vista.

Oito pessoas foram presas temporariamente, entre elas servidores públicos, empresários de Caracol e secretários da Prefeitura de Bela Vista.

A comissão tem como presidente o vereador Ramão Paredes (PTC), relator Marquinhos Lino (MDB) e membro Johnys Hemory Denis Basso (DEM). O prazo das investigações e de noventa dias, podendo ser prorrogada ate 180 dias.

Votou a favor da criação da CPI, o vereador Johnys Basso (DEM), Hemerson Buiu (PSL), Fabrizia Tinoco (PRB), Rubens Nunes (PP), Marquinhos Lino E Ramão Paredes (PTC). Votou contra a criação da CPI o vereador Francisco Leite Gutierres (PSDB), Ico Battilani (PSDB), Diogo Murano (PSD) E Geraldo de Souza Rosa (PDT).

Segundo o relatório do MPE o Prefeito tem 48 horas para comunicar se acatou a recomendação para exonerar os envolvidos na denúncia de desvio de R$ milhão dos cofres públicos.

Outra recomendação do MPE que a prefeitura não faça nem um pagamento a empresa Larissa Alfonso Pereira e Cleber Neuton Leite, sem a medição da linha de transporte escolar.

“Se o prefeito e seus secretários cometeram irregularidades, será esta Casa de Leis que irá investigar e apontar as responsabilidades. Este é o nosso papel, e é para isso que a população de Bela Vista nos elegeu”, disse o presidente da câmara Demecio Takeschi Higa.

Douradosnews.

Posts Relacionados

Facebook Comments