Tio Delfino: um Adeus que nos deixou menores – Por Josyel Carvalho

SAUDADES! Ainda muito tristes, com um gosto amargo da perda, molhados com as mais sinceras e tristes lágrimas, e cientes de que eternamente ele nos visitará apenas em forma de saudade, completamos esta semana, o primeiro mês sem o nosso carismático e amado Tio Delfino Gomes Carvalho; para alguns da família, simplesmente Dêda.

No dia 7 de janeiro deste ano, de férias em Bela Vista, o visitei e nem imaginava que aquela tarde seria a última que dividiríamos; que eu lhe daria o último abraço e estava recebendo sua última benção. Eu não apenas o amava como também o respeitava muito; um respeito que ele conquistava com todos os que o conheciam.

Para mim ou para minhas irmãs e meus irmãos ele poderia ter sido apenas o irmão do nosso pai, ou um tio distante como tantos que servem apenas para ilustrar futuramente a nossa árvore genealógica. Mas ele não era assim; era um tio presente, e sua presença sempre foi certa nos nossos melhores e piores momentos.

Independente se as lágrimas fossem de dor ou de alegria; ele sempre as dividia conosco. O privilégio nessa história toda foi podido ter sido sobrinho de um homem bom caráter, amigo, bom filho, irmão exemplar e que aprendeu a enfrentar o mundo real desde pequeno, e mesmo já na função muito bem desempenhada de avô, ainda mantinha o espírito de um verdadeiro guri.

Tio Delfino foi um homem que soube honrar família e amigos, daqueles que parecem estar em processo de extinção; um homem que honrava sua palavra e em quem se podia confiar apenas nela ou simplesmente deixar apalavrado qualquer acordo apenas com a assinatura de um fio de bigode. 

E é esse o homem que ficou eternizado; seus bons exemplos, sua risadas, sua honestidade, sua personalidade forte e a defesa sempre muito parcial de qualquer um que de alguma forma também assinasse Carvalho. E é esse mesmo Carvalho que eu, meu pai, irmãs e irmãos, e meus filhos carregamos é que me orgulho muito de também ter dividido com ele. Descanse em paz Tio Delfino Gomes Carvalho. Minha saudade, meu eterno respeito e minhas orações! — 

 

Posts Relacionados

Facebook Comments