Santos x Corinthians: “sombras” Everson e Walter jogam por afirmação e futuro

Santos x Corinthians: “sombras” Everson e Walter jogam por afirmação e futuro

Santos e Corinthians já se encontraram quatro vezes na atual temporada, mas um novo confronto entre as equipes nesta quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), na Vila Belmiro, reserva surpresas nas duas metas.

O jogo terá transmissão ao vivo na TV Globo para os estados de SP, SC, PR, CE, PA, GO, TO, MS e MT com narração de Milton Leite e comentários de Casagrande. O Premiere transmite para todo o Brasil com narração de Jota Jr e comentários de Wagner Vilaron. O GloboEsporte.com acompanha em tempo real, com vídeos, e faz uma “live” depois do jogo, com análise dos melhores momentos e entrevistas dos treinadores dos dois times.Se o duelo à parte entre Vanderlei e Cássio, dois grandes nomes do futebol brasileiro, sempre gerou debate antes das disputas do clássico alvinegro, o duelo válido pela nona rodada do Campeonato Brasileiro será diferente: Everson, do Peixe, e Walter, do Timão, serão os titulares.

Enquanto Cássio está com a seleção brasileira na preparação para a Copa América, Vanderlei deve iniciar o jogo no banco de reservas por opção técnica de Jorge Sampaoli, como ocorreu nos três últimos jogos do Santos no ano.

Abaixo, o Globoesporte.com conta um pouco das histórias de Everson e Walter em jogos envolvendo os rivais.

Everson: jogo com os pés e boa lembrança do rival
Com a eliminação do Santos na Copa do Brasil e o fim do rodízio entre os goleiros por competições, Sampaoli teve de fazer uma escolha que, de certa forma, gerou polêmica nos bastidores: o argentino decidiu dar uma sequência a Everson como titular, deixando Vanderlei, dono da posição desde 2015, no banco.

Everson chegou ao Santos no fim de janeiro, a pedido de Sampaoli, para ser uma espécie de “sombra” para Vanderlei. O que levou o técnico a querer o goleiro foi sua qualidade com a bola nos pés, algo fundamental para o estilo de jogo do argentino.+ Leia mais notícias do Santos

Com o passar do tempo – somado às boas atuações – Everson conseguiu convencer Sampaoli a promover um rodízio entre ele e Vanderlei durante os torneios. Depois da queda na Copa do Brasil, o camisa 22 foi mantido no Brasileirão, competição que vinha sendo disputada pelo companheiro.

– É uma decisão esportiva. Neste momento, elegi a Everson, nada mais que isso – resumiu Sampaoli.Pelo Santos, Everson disputou 11 jogos e sofreu seis gols, média superior à de Vanderlei, que atuou em 24 partidas e foi vazado 24 vezes.

Contra o Corinthians, Everson tem uma ótima lembrança ainda da época que defendia o Ceará. No ano passado, o goleiro fez um golaço de falta contra o Timão e ajudou o Vovô a vencer a partida por 2 a 1. Relembre abaixo:

A disputa entre Everson e Vanderlei deve ser tema de debate durante a parada para a Copa América, quando Sampaoli terá mais tempo com os dois para definir quem será o dono da posição no restante do Brasileirão, única competição que o Peixe tem pela frente na temporada.

Walter: o adeus está próximo
A situação de Walter no Corinthians é oposta à de Everson. Enquanto o goleiro do Santos tenta se firmar de vez entre os titulares e começa a escrever sua história no clube, Walter vive os capítulos finais de sua trajetória.

Desde 2013 no Timão, o goleiro de 31 anos tem vínculo até dezembro de 2019 e já pode assinar um pré-contrato com outra equipe. O clube do Parque São Jorge informou ao estafe do jogador que não há a pretensão de oferecer uma renovação.

+ Leia mais notícias do CorinthiansReserva imediato de Cássio, Walter já disputou 76 jogos com a camisa do Corinthians. São 32 vitórias, 21 empates e 23 derrotas. Ele sofreu 65 gols. Boas atuações podem significar ao goleiro uma chance em outro clube em um futuro não tão distante.

– Não penso nisso (de não renovar o contrato). Penso em ajudar a equipe. Têm grandes homens ali dentro que trabalham todo dia. Eu quero ajudar também. Claro que acaba respingando em me ajudar também. Mas penso em ajudar todo mundo. Tudo o que tenho hoje é graças ao Corinthians – afirmou Walter

As lembranças de Walter contra o Santos não são tão boas. Foram três jogos contra o rival da Baixada Santista, um deles uma goleada sofrida por 5 a 1, justamente na Vila Belmiro. Foi o primeiro clássico do Campeonato Paulista de 2014 (relembre no vídeo abaixo). A primeira vitória de Walter contra o Peixe aconteceu apenas em 2016, pelo Brasileirão.

Nesta quarta, depois de fazer boa partida contra o Cruzeiro, no último sábado, o goleiro do Corinthians tentará melhorar o retrospecto contra o Peixe. Serão dois jogos seguidos de Walter como titular do Timão, já que Cássio deve retomar seu posto depois da pausa para a disputa da Copa América.

globoesporte.

Posts Relacionados

Facebook Comments