Regional de Ponta Porã realiza mutirão de cirurgias ortopédicas e atende 60 pacientes em um mês

Regional de Ponta Porã realiza mutirão de cirurgias ortopédicas e atende 60 pacientes em um mês

Reestruturação do centro cirúrgico e mutirão de eletivas ajudaram a otimizar fluxo de atendimento

Campo Grande (MS)– Só no mês de abril, o Hospital Regional de Ponta Porã Dr. José de Simone Netto realizou mais de 60 cirurgias ortopédicas em um mutirão de eletivas realizado na unidade. A otimização do fluxo de cirurgias, que se deu por meio da reorganização do centro cirúrgico, com a aquisição de equipamentos, resultou em cinco pacientes ortopédicos operados por dia, em média.

Hoje, o programa de cirurgias, que antes demorava cerca de um mês para atender os pacientes agendados, diminuiu o tempo de espera para cerca de uma semana.

“Neste mês de maio conseguimos diminuir o tempo de espera por uma cirurgia ortopédica, com isso também reduzimos o tempo de permanência do paciente na unidade hospitalar. Isso só foi possível através da aquisição dos carrinhos de anestesia, novos equipamentos, mutirão das cirurgias eletivas e da reorganização do centro cirúrgico. É uma grande conquista, pois anteriormente os pacientes aguardavam em média quatro semanas”, ressaltou o diretor técnico da unidade, Antonio Martinussi.

A equipe do centro cirúrgico é composta por 20 cirurgiões das especialidades de cirurgia geral, urológica, ortopédica, ginecológica, obstetrícia, três anestesistas e 16 profissionais de enfermagem. Desde março deste ano, a unidade é gerenciada, juntamente com a Secretaria de Estado de Saúde (SES),  pelo Instituto Acqua, Organização Social que faz a gerência do hospital.

Maria de Fátima Rodrigues, 43 anos, relatou que o tempo de espera pela cirurgia diminuiu em relação ao ano passado no período em que acompanhou o filho internado. “Gostaria de parabenizar a melhoria que o hospital teve no tempo de espera das cirurgias ortopédicas. Ano passado acompanhei meu filho com o braço quebrado, esperamos mais de um mês para ele realizar a cirurgia. Agora neste ano me acidentei de moto e quebrei a perna. Me surpreendi com a rapidez, pois marcaram a minha cirurgia em menos de uma semana. Assim posso voltar para casa mais rápido e cuidar dos meus filhos”, contou a paciente.

“Fui bem tratada desde a chegada ao Pronto Socorro. Prontamente me atenderam, realizaram exames e não demorou muito me encaminharam para a internação. Marcaram a minha cirurgia do braço em três dias”, disse a aposentada Dirlene Machado, 67 anos.

A unidade oferece atendimento de baixa e média complexidade nas unidades de internação (Clínica Médica, Ortopédica, Cirúrgica, Obstétrica e Pediátrica) e UTI Adulto. No Centro Cirúrgico são realizadas cirurgias de médio e pequeno porte e Pronto Atendimento em regime de livre demanda ou referenciada.

Camila Kaveski, assessoria de imprensa do Instituto Acqua e Luciana Brazil, Secretaria de Estado de Saúde (SES).
Foto:Acqua.

Posts Relacionados

Facebook Comments