Prefeitura de Caracol assina convênio para redução do déficit habitacional rural

João Carlos Velázquez com informações da Assessoria do Governo MS

Fotos Rachid Waqued e Rosa Izabel      

A parceria entre o governo do Estado de Mato Grosso do Sul com entidades organizadoras para construção de moradias vai contribuir diretamente na redução do déficit habitacional existente atualmente na área rural, que é de cerca de 3 mil moradias.

O primeiro passo foi dado na última segunda-feira (29) com a assinatura de 1.392 novas unidades habitacionais que serão construídas em 28 municípios com recursos vindos do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR) do governo federal. Para edificar as moradias ainda será necessário acrescer aos valores contrapartida estadual para garantir moradia digna a famílias de pequenos agricultores.

“O governo do Estado é um grande parceiro, pois sem a contrapartida do governo do Estado não poderíamos acompanhar diariamente a construção destas casas”, afirmou o presidente da Cooperativa de Habitação da Agricultura Familiar (Coophaf), Luciano Paredes Rodrigues.

O prefeito de Caracol Manoel Viais, destacou que o Programa de Habitação Rural significa melhoria da qualidade de vida do pequeno produtor. Com uma casa melhor até a autoestima vai melhorar e o agricultor vai produzir mais alimento para comercializar sua produção”, destacou.

Essa parceria ainda garante melhoria para o homem que quer realmente fixar no campo e com a sua valorização, dando melhores condições para que tenham uma vida digna e estruturada.As casas terão melhores estruturas, com um acabamento de qualidade para cada habitação, onde o piso será em cerâmico de melhor qualidade, forro, reboco dentro e fora das moradias, enfim um acabamento 100% em cada casa”. 

“Com as novas casas os agricultores, que até então vivem em moradias muito precárias, poderão se dedicar ainda mais ao plantio e ao cultivo da terra, já que terão um teto digno para abrigar sua família.

O programa oferece subsídios para pessoa física, Trabalhador Rural ou Agricultor Familiar, com renda familiar bruta anual de até R$ 15 mil, estabelecidos através de uma Entidade Organizadora.

 

Para Caracol foram destinadas 50 casas e dentre elas as pessoas inscritas e previamente aprovadas deverão estar passando por um exame mais criterioso de análise