Perseguição policial termina com capotagem, presos e feridos

Perseguição policial termina com capotagem, presos e feridos

Flagrante foi na manhã desta terça-feira (11), em estrada vicinal que liga a MS-040 a BR-163, na zona rural

Viviane Oliveira e Mirian Machado

Após perseguição policial e capotagem, dois homens de 29 e 23 anos foram presos e dois adolescente de 15 e 16 anos apreendidos. Eles não tiveram o nome divulgado pela polícia. Dois estão foragidos. O flagrante foi na manhã desta terça-feira (11), em estrada vicinal que liga a MS-040 a BR-163, na zona rural de Campo Grande.

Conforme a PRF (Polícia Rodoviária Federal), a equipe tentou abordar dois ocupantes de uma HyndaiTuckson prata, porém o motorista de 29 anos não obedeceu a ordem de parada e tentou fugir. Houve perseguição e o suspeito acabou capotando a automóvel.

Os dois ainda tentaram fugir para uma plantação de milho, mas foram presos. O homem sofreu fratura no braço e no rosto. O cunhado dele, adolescente de 15 anos, teve um ferimento grave na cabeça. Os dois foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros à Santa Casa. Eles confessaram que eram batedores (aquele que vai à frente para avisar sobre possível fiscalização) de uma caminhonete S-10 carregada com maconha.

A poucos quilômetros dali, os policiais encontraram VW Gol, que também fazia o papel de batedor e a caminhonete carregada com droga. Os dois ocupantes que fazia o transporte do entorpecente conseguiu fugir. Já o motorista e passageiro do Gol de 23 e 16 anos também foram presos. Ainda não foi pesada a droga.

A equipe policial aguarda cães farejadores para tentar encontrar os dois traficantes. A droga foi trazida de Ponta Porã. Os batedores ganhariam R$ 2,5 mil pelo serviço e os condutores do veículo com a droga R$ 5 mil.

Um dos suspeitos sendo socorridos pelo Corpo de Bombeiros (Foto: Henrique Kawaminami)
Um dos suspeitos sendo socorridos pelo Corpo de Bombeiros (Foto: Henrique Kawaminami)
Hyndai Tuckson ficou destruído (Foto: Henrique Kawaminami)
Hyndai Tuckson ficou destruído (Foto: Henrique Kawaminami)

Posts Relacionados

Facebook Comments