Pela segunda vez, Naviraiense vence Paysandu por 4 a 0 na Justiça e continua na Copa do

Por 4 votos a 0, o STJD (Supremo Tribunal de Justiça Desportiva), foi favorável ao Naviraiense e não eliminou a equipe, que teve dois jogadores com contrato vencido, na partida contra o Paysandu no último dia 8 de maio, pela Copa do Brasil, no estádio Virotão em Naviraí.

O relator do caso, Washington Oliveira e os auditores Vinicius Sá Vieira, Felipe Bevilacqua e Douglas Blaichman, absolveram a equipe do Estado. O Paysandu poderá recorrer ao Pleno do STJD.

Desta vez, o órgão julgou o atacante Paulo Sérgio o “Pequi”. O Jacaré do Cone Sul, já tinha sido julgado pelo Supremo, por conta da situação do atleta Luis Claudio Lima, o “Bahia”, que tem as datas de contrato iguais ao de Paulo Sérgio. Neste julgamento, o STJD também foi unânime no absolvimento no dia 22 do mês passado.

Porém o Papão recorreu, ao Pleno do STJD que julgará Bahia novamente no próximo dia 20 em Fortaleza (CE). Segundo a denúncia, o jogador só tem condições de atuar com o nome no Boletim Informativo Diário (BID), da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), na qual sem contrato não consta o cadastro.

Na primeira partida disputada pela Copa do Brasil, o Naviraiense perdeu para o Paysandu por 1 a 0. Já no jogo fora de casa, o time de MS ganhou do time de Belém (PA), por 2 a 0, no estádio do Curuzu.

Caso o time de Naviraí, vença novamente na Justiça, no caso do jogador Bahia, o Jacaré enfrentará o Atlético-PR. A partida ainda com data não confirmada, poderá ocorre no dia 10 de julho, após a Copa das Confederações.

Orisvaldo Sales/ site Naviraiense
 

“Vamos passar, ninguém acreditávamos que passaríamos pela Portuguesa e passamos, ninguém acreditava que passaríamos pelo Paysandu e passamos”, disse Diomedes Cerri, presidente do time.