Pecuarista é multado em R$ 6 mil por desmatamento de 22 hectares em Jardim

Pecuarista é multado em R$ 6 mil por desmatamento de 22 hectares em Jardim

Durante fiscalização no município de Jardim, distante 239 quilômetros de Campo Grande, neste sábado (3), a PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou um pecuarista, de 71 anos, por desmatamento ilegal, no âmbito da operação Cervo-do-Pantanal.

Durante as diligências, os militares, com o auxílio de GPS, detectaram que o autor havia suprimido 21,80 hectares de vegetação nativa em sua propriedade.

Conforme a ocorrência, parte da madeira, fruto do desmatamento, encontrava-se à beira do campo e o local degradado, havia sido substituído por pasto.

Diante do flagrante, as atividades foram paralisadas e o proprietário multado em R$ 6.548,00. Ele também foi autuado administrativamente e responderá por crime ambiental, com pena prevista de três a seis meses de detenção.

O infrator também foi notificado e deverá apresentar um PRADA (Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada), junto ao órgão ambiental estadual.

Operação Cervo-do-Pantanal

Na operação, realizada em parceria com o NUGEO (Núcleo de Geoprocessamento) do MPE (Ministério Público Estadual), foram levantadas, até agora, 594 áreas com possíveis ocorrências de desmatamento ilegal, na bacia do Rio Paraguai. As áreas foram identificadas por meio de captação de imagens via satélite.

Ao todo, a operação Cervo-do-Pantanal, que visa o combate ao desmatamento ilegal na bacia do Rio Paraguai, já autuou 11 fazendeiros, nas cidades de Sonora, Bandeirantes, Bonito, Guia Lopes da Laguna, Nioaque, Bandeirantes, Jaraguari, Campo Grande, São Gabriel do Oeste, Bela Vista e Miranda.

 ZDKNEWS

Posts Relacionados

Facebook Comments