O perigo situado na transição de carretas em Bela Vista: Por Isabella Benites Pedrosa

O perigo situado na transição de carretas em Bela Vista: Por Isabella Benites Pedrosa

Nos últimos acidentes de trânsito ocorridos em Bela Vista, grande parte foi com participação de carretas que trafegam em grande quantidade pela cidade. Os moradores estão indignados com o perigo que cada um tem corrido ao percorrer as ruas.

Somente neste ano, já houve o falecimento de dois cidadãos por acidente com carretas, sendo eles Jorge Coronel, no dia 06 de fevereiro, e também da jovem Fabiola Cardoso Além, de apenas 17 anos de idade, onde seu acidente ocorreu na data de 26 de abril.

Eu estive presenciando o acontecimento de uma carreta de aproximadamente 26 metros de comprimento transitar pela Rua Barão do Ladário, onde é proibido, por volta das 11 horas e 25 minutos da manhã, sendo este horário em que os alunos saem da escola, trazendo um grande perigo para crianças e jovens que estão voltando para suas casas.

O Governo do Estado de Mato Grosso do Sul está promovendo a construção de um anel viário, especificamente para o trafego de caminhões e carretas, mas enquanto a obra não se conclui, é permitida a passagem desses veículos pela Avenida Teodoro Sativa, sendo rodovia da BR 060, e pela Rua Alaíde Correia da Silva. Inclusive, ambas as ruas foram recentemente pavimentadas, porém, os caminhoneiros passam em alta velocidade, trazendo um grande risco para todos os que estão se locomovendo por elas.

Contudo, não podemos deixar que somente os caminhoneiros carreguem a culpa por esses perigos e tragédias, eles devem sim diminuir a velocidade em que encaminham seus veículos, mas todos os que circulam pela cidade, tem de obedecer as leis de trânsito e estarem conscientes em seu percurso. Uma alternativa que ajudará a evitar esses acidentes é instalação promovida pelos órgãos públicos, de lombadas, quebra-molas, e outros recursos para a diminuição de velocidade nessas rodovias.

Por Isabella Benites Pedrosa

 

Posts Relacionados

Facebook Comments