Justiça determina o bloqueio de R$ 2,5 milhões da conta de Alcides Bernal

Em atendimento ao pedido do promotor Marcos Alex Vera da 30ª Promotoria do Patrimônio Público, o juiz Alexandre Antunes da Silva determinou o bloqueio de R$ 2,5 milhões na conta bancária do ex-prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP).

Na ação, foi apurada a desproporcionalidade na aquisição de imóvel milionário com o patrimônio e rendas informados por Bernal ao Fisco.

O ex-prefeito alega perseguição e ameaça abandonar carreira política. No total, foram bloqueados 2.568.000,00.

“Talvez eu deixe a política, pois a perseguição é desmedida e implacável. O que me dá força são a fé em Deus e o incentivo do povo”, desabafou, em entrevista ao portal Capital News.

Além do bloqueio de bens, Marcos Alex pediu a aplicação de multa civil no valor de R$ 1,9 milhão e a suspensão dos direitos políticos de oito a 10 anos. No entanto, o juiz autorizou apenas a indisponibilidade dos bens do ex-prefeito.

O processo de improbidade administrativa trata, em suma, da compra de apartamento no Condomínio Edifício Parque das Nações por R$ 1,5 milhão, quando na verdade o custo dele seria de aproximadamente R$ 2,5 milhões.

No entanto, nas declarações de bens de Bernal feitas à Justiça Eleitoral em 2010, o imóvel que ele possuía no Jardim Paulista estava avaliado em R$ R$ 103.676. Com agências locais.

 

Conjunturaonline