Johnys pede presença da PM durante sessão e diz que foi ameaçado por secretário

O vereador de Bela Vista, Dr. Johnys Hemory Basso (DEM) usou a tribuna na sessão do dia (27) para pedir a mesa diretora que envie oficio ao comandante da Policia Militar, solicitando a presença de viatura durante realização da sessão.

Na tribuna o vereador, afirmou “esta se tornando rotineira, gente ligada ao prefeito vir ate essa casa de Leis e ameaçar vereador, isso e um absurdo, estamos aqui para fiscalizar o executivo, não podemos permitir que isso continue acontecendo, estou solicitando a presença da PM para garantir minha integridade física”, disse Johnys.

Nas redes sociais o parlamentar também mostrou sua indignação a respeito do fato ocorrido, após encerramento da sessão na câmara, afirmou que foi ameaçado pelo secretário de Desenvolvimento Econômico. Tudo aconteceu porque o vereador fez requerimento ao Secretario Municipal de Desenvolvimento Econômico, para que informe como foi feita a concessão para a patrulha agrícola da Barra do Itá trabalhar. O vereador, também disse que estariam cobrando R$ 60 reais para executar o trabalho no assentamento, mas afirmou “não estou dizendo que o senhor esta cobrando, talvez o senhor nem saiba, por isso peço que fiscalize e verifique essa denuncia”, disse Johnys.

O vereador relatou que estava em frente à câmara quando o secretário cobrou explicações de denúncias que o parlamentar havia feito sobre as cobranças, o secretario foi contido por outro vereador. Furioso cobrou-me explicações das denúncias que segundo ele eram infundadas envolvendo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Jonhys apresentou as denúncias em sessão na Câmara Municipal.

Por fim Dr. Johnys que sofre a segunda ameaça este ano, enfatizou que não tem medo de ameaças e exigiu respeito. “Adeque-se aos novos tempos, pois eu não temo ameaças e não silenciarei, aonde houver situações que precisam ser levadas ao conhecimento da população certamente minha voz será levantada. Respeite-me não apenas por que sou um vereador eleito pela vontade soberana do povo, mais por que este é um principio que deve existir na vida de qualquer cidadão de bem”.