Jogos poderão acabar em caso de racismo

A Fifa (Federação Internacional de Futebol) deve anunciar nesta sexta-feira que os árbitros poderão apitar o fim de uma partida em caso de racismo. A minuta a ser votada na reunião do Comitê Executivo, na Suíça, já esta pronta, segundo o correspondente da Rádio Bandeirantes em Paris, Milton Blay.

O documento prevê os seguintes passos: ao identificar um ato de racismo, o árbitro deve parar a partida e, se a situação permanecer, os jogadores irão para o vestiário para aguardar por no máximo 10 minutos.

Caso a manifestação racista continue, o juiz, então, terá que cancelar o confronto.