Fluminense sofre, mas bate o Criciúma no jogo de abertura da Primeira Liga

Fluminense sofre, mas bate o Criciúma no jogo de abertura da Primeira Liga

Atual campeão da Primeira Liga, o Fluminense começou com o pé direito a sua campanha em busca do bicampeonato. Em partida disputada na noite desta terça-feira, no estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora, o Tricolor derrotou o Criciúma, de virada, por 3 a 2.

Em seu primeiro jogo oficial  em 2017, o time dirigido pelo técnico Abel Braga mostrou mais organização e fez por merecer a vitória diante de um adversário apenas lutador. Henrique, Pedro e Marquinho marcaram para o Fluminense, enquanto Raphael Silva e Hélio Paraíba anotaram para a equipe catarinense.

Na próxima rodada, o Fluminense vai enfrentar o Internacional, no Beira-Rio, enquanto o Criciúma visita o Brasil de Pelotas, no Bento de Freitas.

Fluminense estreou com vitória em 2017 (Foto: Fernando Ribeiro/www.criciuma.com.br)
Fluminense estreou com vitória em 2017 (Foto: Fernando Ribeiro/www.criciuma.com.br)

O jogo – O Criciúma começou a partida de forma mais agressiva. Logo no primeiro minuto, Pimentinha tentou acertar o gol, mas mandou para fora. Os dois times mostravam lentidão, erravam muitos passes e não conseguiam criar boas jogadas. A primeira oportunidade de gol aconteceu aos 7 e foi criada pelo Fluminense. Sornoza lançou Marcos Junior na corrida, o atacante chegou a passar pelo goleiro Luiz, mas perdeu o ângulo.

O Criciúma respondeu com um bom passe de Jheimy para Douglas Moreira, mas o chute do meia encobriu o travessão defendido por Diego Cavalieri. Aos 13, foi a vez de Pimentinha receber um cruzamento da esquerda e emendar para boa defesa de Cavalieri.

Dois minutos depois, o atacante Wellington tentou a jogada individual e foi derrubado na entrada da área, mas a cobrança de Sornoza explodiu na barreira. Logo depois, Henrique Dourado recebeu na intermediária e lançou Wellington, mas o goleiro Luiz se antecipou e ficou com a bola.

O Fluminense assumiu o controle da partida e seguiu criando chances de abrir o marcador. Aos 22 minutos, Henrique Dourado se livrou do marcador com uma caneta e chutou forte, mas a bola saiu.

Mesmo com menos posse de bola, o Criciúma marcou primeiro, aos 25 minutos. Alex Maranhão levantou na área e o zagueiro Raphael Silva se antecipou à marcação e cabeceou sem chances para o goleiro carioca.

Depois de sofrer o gol, o time dirigido por Abel Braga tentou aumentar a pressão para buscar o gol do empate. Aos 29, Wellington recebeu do lateral Léo e bateu cruzado, mas o goleiro Luiz defendeu em dois tempos.

O Fluminense chegou ao empate aos 36 minutos. Sornoza levantou a bola na área, Renato Chaves desviou de cabeça e o zagueiro Henrique, de perna esquerda, empurrou para o gol.

Depois de marcar o gol do empate, o Tricolor das Laranjeiras aumentou a pressão em busca do desempate, mas o Criciúma soube se defender bem e impediu que o adversário chegasse ao segundo gol. E no último lance importante da etapa inicial, Adalgiso Pitbull concluiu com grande perigo.

O Fluminense voltou mais agressivo para o segundo tempo. Com toques rápidos, a equipe carioca tentava surpreeender a defesa catarinense. Aos 5, Henrique Dourado fez ótimo passe para Wellington que evitou a marcação e bateu forte, mas a bola bateu na trave direita. Logo depois, Henrique Dourado caiu na área e a torcida pediu pênalti.

O time carioca seguiu dominando e, aos 8, Henrique Dourado recebeu na entrada da área, iludiu a marcação e bateu de perna esquerda. A bola passou bem perto da trave direita.

O Criciúma só apareceu aos 16, quando Pimentinha lançou Adalgiso Pitbull. O atacante entrou livre na área, mas bateu para fora, desperdiçando boa oportunidade.

Dois minutos depois, o Fluminense voltou a perder chance. Sornoza desarmou um adversário na entrada da área, invadiu e chutou, mas o goleiro Luiz defendeu parcialmente. No rebote, Wellington mandou para fora. O jogo ficou movimento e, aos 20, foi a vez de Kalil driblar Renato Chaves e acertar a trave de Diego Cavalieri.

Os dois treinadores modificaram suas equipes, mas o ritmo continuou intenso. Aos 26 minutos, o goleiro Luiz voltou a brilhar em chute forte de Lucas Fernandes.

Aos 32 minutos, o jovem Pedro chegou ao gol para o Fluminense. O atacante foi lançado entre os zagueiros, se livrou da marcação e tocou na saída de Luiz. Foi o primeiro gol marcado pelo atleta de 19 anos como profissional.

Aos 40, o Criciúma quase empatou em lance acidental. Após cruzamento de Pimentinha, o zagueiro Renato Chaves quase marcou contra ao tentar dominar a bola.

O Fluminense marcou o terceiro aos 42. Dois minutos depois de entrar, Marqunho recebeu bom passe de Sornoza e chutou. A bola desviou na zaga e enganou o goleiro. O Criciúma não se abalou e, logo depois, marcou o segundo gol em cabeçada de Hélio Paraíba. Ainda assim, os catarinenses não conseguiram chegar à igualdade.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 3 X 2 CRICIÚMA

Local: Estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG)
Data: 24 de janeiro de 2017, terça-feira
Público: 2.650 pagantes
Árbitro: Adriano Milcviski (PR)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Ivan Carlos Bohn (PR)
Cartão Amarelo: Lucas Fernandes(Flu); Diego Giaretta, Adalgiso, Pitbull(Cri)
Gols:
FLUMINENSE: Henrique, aos 36 minutos do primeiro tempo; Pedro, aos 32 e Marquinho aos 42 minutos do segundo tempo
CRICIÚMA: Raphael Silva, aos 25 minutos do primeiro tempo e Hélio Paraíba, aos 43 minutos do segundo tempo

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Renato, Renato Chaves, Henrique e Léo; Douglas, Orejuela e Sornoza; Marcos Júnior(Lucas Fernandes), Wellington(Marquinho) e Henrique Dourado(Pedro)
Técnico: Abel Braga

CRICIÚMA: Luiz, Maicon Silva, Raphael Silva, Diego Giaretta e Marlon; Barreto, Douglas Moreira(Caíque Valdívia) e Alex Maranhão(Hélio Paraíba); Pimentinha, Jheimy(Kalil) e Adalgiso Pitubll
Técnico: Deivid

Posts Relacionados

Facebook Comments