Encontro de som automotivo termina com adolescente em coma alcoólico e organizador preso

Encontro terminou com prisão e registro de dois boletins de ocorrência

Um evento de som automotivo na cidade de Corguinho, a 96 quilômetros de Campo Grande, terminou com uma adolescente em coma alcoólico e um dos organizadores preso no último domingo (8). Como a cidade não tem quartel do Corpo de Bombeiros, a menina recebeu o primeiro socorro dos policiais militares. O ‘Encontro de Som Automotivo’ acontece há nove anos, promovido pela prefeitura para comemorar o aniversário da cidade.

De acordo com as informações do boletim de ocorrência, a festa ocorreu no Clube de Laço e a venda de bebidas alcoólicas estava sendo realizada normalmente no local, frequentado por diversos menores de idade, sem qualquer fiscalização por parte da organização.

Os policiais acionaram os organizadores do evento e o Conselho Tutelar após ver uma adolescente de 16 anos sendo carregada, aparentemente passando mal. Ao questionar sobre a venda de bebidas, um dos organizadores teria se alterado e gritou com a PM. No entanto, a equipe da polícia informou aos organizadores, incluindo a prefeita da cidade, que teria acionado o Conselho e continuou as rondas no entorno da festa.
Nesse momento os policiais viram a mesma adolescente que estava sendo carregada, caída no chão e se afogando com o próprio vômito. Os policiais prestaram os primeiros socorros, depois levaram a menina para uma unidade de saúde.

Ao chegar no posto o mesmo organizador que teria se alterado anteriormente, estava na frente da unidade e passou a xingar os policiais. Ele tentou agredir um dos militares e acabou preso por resistência, desobediência, desacato e por dirigir embriagado.

O organizador também registrou boletim de ocorrência contra os policiais, de lesão corporal dolosa e abuso de poder. Ele relatou no boletim de ocorrência que já teria solicitado atendimento médico para a adolescente que estava passando mal e que foi agredido por um dos policiais.

A reportagem do Jornal Midiamax entrou em contato com a prefeitura da cidade. Em nota, a prefeita Marcela Ribeiro respondeu que promove todos os anos o evento e que não era liberada a venda de bebida, nem a entrada com bebidas alcoólicas durante o encontro. Também ressaltou que a PM se fez presente nos nove dias de evento, que teve como objetivo também de arrecadar alimentos para destinar à famílias carentes.

Veja nota:
“Todos os anos a Prefeitura Municipal para definir a programação do aniversário da cidade, abre espaço para quem quiser participar, tanto que neste ano não só o som automotivo, mas a Apae também participou. Porém, a prefeitura não oferece recurso, para estes eventos, somente custeia os eventos organizados exclusivamente por ela. Além de ser proibida a entrada de bebida no evento, não havia bebida liberada para quem quer que fosse e a entrada no evento era 1 kg de alimento não perecível que serão destinados para famílias carentes do Município. Não há de forma alguma perseguição ou retaliação de polícias Civil e Militar, inclusive vale lembrar que a Polícia Militar sempre esteve presente todos os dias, inclusive com reforço vindo de outras localidades, solicitados por esta prefeitura. Quanto ao Conselho Tutelar, foi informado da programação de festividades para conhecimento do mesmo, para que se fizesse presente quando acionado e logo que solicitado o mesmo esteve realizando seu trabalho. Infelizmente houve este caso específico e isolado da menor embriagada no qual a prefeitura lamenta. Mas serve de alerta para os pais, para quem comercializa bebida alcoólica e para qualquer pessoa que organize ou realiza eventos, para dobrar atenção. Foram nove dias em comemoração ao aniversário da cidade e somente em um tivemos esse lamentável ocorrido. Quanto ao fato da prisão, esta aconteceu fora do local do evento. Quero aqui deixar claro que nunca deixei minha vida pessoal interferir na vida profissional. Hoje estou prefeita e me considero como uma funcionária temporária ao município.”

midiamax

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui