Douradense está há 20 dias na estrada e pretende percorrer todo o litoral brasileiro de bicicleta

Douradense está há 20 dias na estrada e pretende percorrer todo o litoral brasileiro de bicicleta

Cristina Nunes

O douradense Gabriel Camargo, de 56 anos, decidiu se aventurar e pretende percorrer todo o litoral brasileiro de bicicleta. Chuí (RS) à Belém (PA), esse é o trajeto que o ciclista quer fazer. Ele não descarta a possibilidade de ir até Oiapoque (AP), porém isso vai depender das condições de trafegabilidade. Atualmente Gabriel está no Sul da país, na cidade de São Luiz, e já percorreu mais de 1.000 Km desde o dia 18 de abril, em que saiu de Dourados.

Em entrevista ao Dourados Agora, Gabriel contou que sempre foi apaixonado por esportes e pedalar é uma de suas praticas preferidas. Em 2016, ele percorreu quase 1.500 km, em 24 dias, para chegar ao Rio de Janeiro e assistir as Olimpíadas. Agora ele pretende superar essa distância e percorrer quase 5.000 Km no litoral brasileiro.

Nessa viagem, o aventureiro está aproveitando para visitar familiares. “Tenho parentes em várias cidades do Rio Grande do Sul, e estou fazendo paradas e visitando todos”, explicou. Gabriel afirmou que ainda não sabe após chegar a Belém retornará ao Mato Grosso do Sul de bicicleta, mas se caso for voltar, o trajeto escolhido para o retorno será o Pará, pois pretende visitar parentes em MT.

Junto com sua bicileta, Gabriel leva equipamentos para montar sua barraca e dormir. Ele conta que já posou em diversos postos de gasolinas e postos policiais pelo país. “Em alguns lugares eu pouso na AABB (Associação Atlética Banco do Brasil), pois sou associado, mas quando não dá, tenho que me virar e encontrar um local para descansar”, afirmou.

O ciclista relata que já enfrentou bastante perigo em seu trajeto e que a viagem é cansativa. ” A viagem de Dourados até a divisa com Paraná é bem perigosa, a rodovia não é duplicada, não tem acostamento, tive que redobrar os cuidados para não sofrer acidente. As subidas também são bem elevadas”, explicou. Apesar disso, ele não se arrepende e diz que a sensação de alegria é enorme. “É muito bom esse tipo de aventura, faz bem pro corpo e pra alma”, frisou.

Gabriel é contador e de família tradicional em Dourados. Ele é bisneto de Firmino Vieira de Matos e tataraneto de Marcelino Pires.

Essa é a bicicleta utilizada por GabrielEssa é a bicicleta utilizada por Gabriel

Posts Relacionados

Facebook Comments