Dieta das 3 ervas é boa opção para o frio e promete até 4kg a menos

Que os chás são bebidas saudáveis e saborosas, todo mundo sabe. Mas que tal descobrir que eles também podem ajudar a perder até 4 quilos em um mês? É esta a promessa da Dieta das Três Ervas, que se baseia na combinação diferentes tipos de folhas, e que pode ser uma boa opção durante o inverno para quem quer emagrecer e também espantar o frio.

 

A ideia é escolher uma erva de cada um dos seguintes grupos: termogênicas, diuréticas e desintoxicantes. As primeiras aceleram o metabolismo, aumentando a queima de calorias e gordura. Dentro deste grupo estão ervas como os chás verde, branco e vermelho, o boldo e a carqueja.

 

Entre as diuréticas, que ajudam na eliminação das toxinas na urina e combatem o inchaço, estão a alfafa, cabelo de milho, quebra-pedra e cavalinha.

 

E, como desintoxicantes, é possível escolher, entre outros, a camomila, o capim-cidreira, a centelha, o alecrim e o saboroso hortelã, que, assim como todas as ervas deste grupo, atua reduzindo a formação de gases, evitando a sensação desagradável de barriga inchada.

 

“É claro que, se a pessoa fizer uma alimentação rica em chás mas também comer pizzas, será muito complicado emagrecer”, alerta a nutricionista Mirtes Stancanelli, mestre em Biologia Funcional e Molecular da UNICAMP. “É preciso fazer um planejamento alimentar adequado para este objetivo”.

 

Segundo Mirtes, o ideal é tomar até quatro xícaras do chá por dia. Para prepará-lo, basta dispor um litro de água em uma panela e, assim que começar a ferver, despejar sobre as ervas escolhida (uma colher de sopa de cada uma), que devem estar em um recipiente de vidro ou porcelana.

 

Abafe por dez minutos, coe e ele estará pronto para beber, tanto quente quanto também frio, e sempre nos intervalos das refeições. É importante lembrar também que o ideal é preparar apenas a quantidade de chá do dia, já que, de um dia para o outro, a bebida perde suas propriedades.

 

A nutricionista também recomenda seguir literalmente o nome da dieta, não passando o limite das três ervas em cada chá. – Mais ervas podem desfavorecer a absorção adequada, e o efeito de emagrecimento pode ficar prejudicado.

 

Só é preciso cuidado na hora de determinar a duração da dieta. Mirtes explica que, dependendo do volume e tempo de consumo dos chás de três ervas, as enzimas do fígado podem ser alteradas, levando a casos de prisão de ventre e dores de cabeça.