Dicas para evitar contratempos e ir bem na prova de processo seletivo da Educação

Campo Grande (MS) – Mais de 24 mil candidatos realizam neste domingo (19.01) as provas do processo seletivo para professor temporário da Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul em Campo Grande e em Dourados. Sabendo que os dias que antecedem uma prova de concurso costumam ser de muita ansiedade, o Portal MS preparou algumas dicas que podem fazer a diferença no dia.

Na véspera da prova, já deixe separado os materiais que serão utilizados no dia seguinte, e relacione os documentos que devem ser levados: Documento oficial com foto, formulário e documentos que deverão ser entregues no dia e irão compor a prova de títulos, além de caneta esferográfica azul ou preta, fabricada em material transparente. Levar mais de uma caneta é importante para o caso de alguma delas falhar durante a avaliação.

Verificar com bastante atenção o local de prova para evitar contratempos. Em Campo Grande, por exemplo, há dois campus da Uniderp (Agrárias e Ceará), portanto é fundamental que o candidato confira no edital de ensalamento em qual das unidades fará o concurso. Planejar o tempo que gastará para chegar ao destino, considerando possíveis contratempos, como trânsito lento e local para estacionar, também é muito importante.

Outra dica essencial, e que inclusive é uma recomendação da Secretaria Estadual de Educação (SED) no edital, é de que os candidatos estejam nos seus locais de prova com, no mínimo, 1 hora de antecedência. Os portões serão fechados pontualmente às 15 horas, horário de Mato Grosso do Sul.

Aparelhos eletrônicos – telefone celular, bip, relógio de qualquer espécie, walkman, pager, notebook, palmtop, máquina fotográfica, gravador, aparelho portátil de armazenamento e de reprodução de vídeos, receptor de mensagens, agenda eletrônica ou similares – não são permitidos. Para não correr o risco de ser excluído do processo, evite o uso de qualquer um dos itens. No caso de celulares, desligue o aparelho antes mesmo de entrar na sala de provas.

Mesmo a prova sendo no período vespertino, procure dormir bem a noite, e estar relaxado no dia seguinte. No almoço, evite alimentos pesados e gordurosos. A recomendação é uma refeição leve que o candidato já esteja acostumado. Manter o corpo hidratado também faz parte do roteiro de dicas, podendo inclusive, ingressar com uma garrafinha de água (transparente) no local de prova.

Ao receber o seu caderno de provas e a folha de respostas (gabarito), respire fundo, mantenha a calma, leia com atenção as informações e confira se os seus dados pessoais estão corretos. Especialistas em concursos recomendam sempre começar pelas questões mais fáceis, e pular as que irão demandar mais tempo para serem resolvidas.

Não responda logo de cara o cartão resposta. Caso seja possível, guarde um tempo no final da prova para revisar as questões e então, marcá-las no gabarito.  Tenha cuidado para não molhar, amassar ou rasurar a folha de respostas.

A prova escrita objetiva do processo seletivo da educação terá duração de três horas, e será composta por 30 questões de múltipla escolha, cada qual contendo cinco alternativas, sendo apenas uma a correta. A avaliação será de zero a trinta pontos.

Não esqueça de levar o envelope com os documentos que irão compor a segunda fase do processo: a prova de títulos. O envelope deverá estar lacrado, e precisa ter a identificação completa do candidato, conforme especificado em edital.

A prova escrita possui caráter eliminatório e classificatório, enquanto a avaliação curricular é exclusivamente classificatória.

 

Mireli Obando, Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Foto: Edemir Rodrigues

 

 Fonte: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui