Demecio Takeshi Higa é reeleito presidente da câmara para o Biênio 2019/2020

Demecio Takeshi Higa é reeleito presidente da câmara para o Biênio 2019/2020

 

Após muita polêmica e discordância entre vereadores, foi realizada na noite desta segunda-feira (28), a eleição da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Bela Vista para o Biênio 2019/2020. Com apenas uma chapa inscrita, foram eleitos: Demecio Takeshi Higa (presidente); Johnys Basso (vice-presidente); Fabrízia Tinoco (primeira secretária) e Hemerson Rodrigues (segundo secretário).

 

Todos os eleitos atualmente já compõem a mesa diretora da câmara, com apenas uma diferença: a vereadora Fabrízia Tinoco que hoje é segunda secretária passará no segundo biênio para primeira secretária, já Hemerson Rodrigues, que ocupa a primeira secretaria, assumirá a segunda secretaria durante os anos de 2019 e 2020.

 

Votos

 

A mesa diretora foi eleita com seis votos favoráveis, proferidos pelos seguintes vereadores: Demecio Takeshi Higa (PHS), Fabrízia Tinoco (PRB), Hemerson Rodrigues (PSL), Johnys Basso (DEM), Marquinhos Lino (PMDB) e Rubens Nunes (PP). Na votação para presidente e vice-presidente, os vereadores Geraldo de Souza Rosa (PDT), Diogo Murano (PSD), Francisco Élio Battilani (PSDB) e Ramão Paredes (PTC) se abstiveram de votar.

 

Durante a votação para vice-presidente, primeiro e segundo secretários, o vereador Geraldo de Souza Rosa (PDT) não participou, por ter sido retirado do plenário, após ordem do presidente da câmara Demecio Takeshi Higa (PHS), que não gostou da maneira com que o vereador se posicionou, no momento em que se declarava contrário à realização do pleito.

 

Polêmica

 

A polêmica em torno da antecipação da eleição teve início na segunda-feira (14/08), quando o presidente do legislativo, Demecio Takeshi Higa marcou para a quarta-feira (16), sessão extraordinária antecipando as eleições para o Biênio 2019/2020.

 

Alegando uma possível ilegalidade no ato, os vereadores Diogo Gouvea Pinheiro Murano (PSD), Francisco Elio Battilani Filho (PSDB), Francisco Leite Gutierres (PSDB), Geraldo de Souza Rosa (PDT) e Ramão Paredes Gil (PTC) impetraram mandado de segurança pedindo a suspensão da eleição, o que foi concedido pelo juiz da comarca de Bela Vista, Vinícius Pedrosa Santos.

 

Por conta disso, a eleição marcada para às 9h da manhã daquela quarta-feira foi suspensa e após a publicação no Diário Oficial do Município da Resolução nº 028/2017 – alterando os artigos 9º e 10º do Regimento Interno da Câmara –, o presidente da câmara, na sessão posterior, convocou para esta segunda-feira a eleição da mesa diretora.

 

Mudança no Regimento Interno

 

Com a alteração dos artigos 9º e 10º do Regimento Interno, a reeleição da mesa diretora, antes proibida, passou a ser permitida, podendo ser realizada em sessão ordinária ou extraordinária em data fixada pelo Presidente da Câmara, “no prazo mínimo de 30 dias antes do término do seu mandato, sendo eleita a chapa que obtiver a maioria dos votos dos vereadores presentes considerando-se empossados a partir de 1º de janeiro do ano que se inicia o segundo biênio”.

 

Confira na íntegra o texto da Resolução nº 028/2017

 

Thaffarel Nunez Gonçalves/TNG Informa

Posts Relacionados

Facebook Comments