“Deadpool 2”: dublê foi pressionada a fazer acrobacia que resultou em morte

“Deadpool 2”: dublê foi pressionada a fazer acrobacia que resultou em morte

A morte da dublê no set de “Deadpool 2” continua sendo investigada pelas autoridades. Em reportagem publicada na quarta-feira (23), o The Hollywood Reporter, que teve acesso às fontes, afirmou que a dublê foi pressionada a fazer a acrobacia que levou à sua morte.

Fontes relataram que a piloto S.J. Harris não tinha experiência na acrobacia necessária. Os produtores do filme foram alertados sobre o perigo da cena devido a acidentes que aconteceram nos treinos, mas a equipe ignorou a informação porque precisavam de uma mulher negra realizando a acrobacia.

“Ela estava melhorando, mas eu estava olhando para ela e pensei: ‘é apenas uma questão de tempo antes que ela bata em uma parede ou atinja alguém por aí’”, disse um ator que estava treinando Harris.

A publicação ainda afirma que a dublê era a segunda na lista para fazer o trabalho, mas assumiu a acrobacia por sua etnia e gênero. O acidente fatal aconteceu na primeira tomada da cena e causou revolta entre os dublês de Hollywood.

“Se os produtores do filme tiveram que sair da comunidade de dublês para encontrar alguém que fosse qualificado e se parecesse com a atriz, isso fala com um problema de falta de diversidade de dublês”, apontou Darnell Hunt, responsável pelo relatório anual de diversidade em Hollywood.

Apesar de uma piloto experiente, S.J. Harris nunca havia trabalhado como dublê antes. “Deadpool 2” era seu primeiro trabalho no cinema.

  • Jovem Pan

Posts Relacionados

Facebook Comments