De degustação a venda de produtos, Agraer reforça potencial da agricultura familiar na 21ª Showtec

De degustação a venda de produtos, Agraer reforça potencial da agricultura familiar na 21ª Showtec

Maracaju (MS) – De doces de compota até a tradicional linguiça de Maracaju, o estande da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) propicia venda e degustação de produtos da agricultura familiar na 21ª edição da Showtec realizada de 18 a 20 de janeiro.

DSC00832

O espaço pretende aproximar o homem e a mulher do campo aos da cidade e ainda mostrar o potencial socioeconômico da agricultura familiar sul-mato-grossense. “A pequena produção é a responsável por pelo menos 70% dos alimentos que chegam às casas dos brasileiros. Se o agronegócio fortalece a economia do País, a agricultura familiar garante a nossa alimentação”, disse o diretor-presidente da Agraer, Enelvo Felini.

DSC00716-300x188

Licores de frutas do cerrado, doces em compota, pamonha e artesanatos de madeira e derivados do mel (hidromel e molho de mel com pimenta) são alguns dos produtos colocados ao alcance dos visitantes da Showtec.

DSC00952-1038x576

Além de expor os produtos, os agricultores familiares também têm a oportunidade de percorrer os outros estandes para ver o que há de mais moderno no meio rural como lembrou o dirigente da Agência. “O pequeno produtor de hoje pode ser o grande amanhã. Para todo mundo a Showtec é a oportunidade de conhecer as inovações tecnológicas e trocar conhecimento com os profissionais renomados que estão por aqui”.

DSC00713-241x300
E se não bastasse o intercâmbio de conhecimento, o Showtec tem propiciado importantes contatos com as principais autoridades do Estado. Na quarta-feira (18), logo após a abertura do evento, os agricultores receberam a ilustre presença do governador Reinaldo Azambuja acompanhado por sua comitiva política. “A gente conversa, tira foto e faz as nossas solicitações pessoalmente. É uma forma de mostrar ao governador o que estamos produzindo e, se possível, fazer as solicitações que precisamos”, frisou a agricultora e expositora  Fátima Ramos.
Ao lado da apicultura, o grupo Novilha de Ouro fez uma saborosa degustação da linguiça de Maracaju que atraiu um grande numero de pessoas. Nem mesmo a chuva foi capaz de atrapalhar a deliciosa pausa para petiscar a iguaria que deu origem a tradicional “Festa da Linguiça de Maracaju”, evento que, anualmente, reúne milhares de pessoas na cidade situada a 160 km de Campo Grande.

Gente que vem de cidades vizinhas ou até de outros estados para se deliciar com a receita que já conquistou até mesmo o Registro de Indicação Geográfica (IG). Um tipo de certificação do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) que conferi a produtos ou serviços que são característicos do seu local de origem, o que agrega valor, reputação e identidade própria, fazendo distinção de qualidade em relação aos produtos similares no mercado.

No estande da Agraer, atento a tudo o que viu o secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico Social, Comércio e Indústria de Campo Grande, Fernando Amorim, aprovou a iniciativa do Executivo Estadual em promover um espaço que valoriza a agroindústria. “A visita ao Showtec é uma inspiração para nós que assumimos a pasta na Capital. Temos a missão e a intenção de fomentarmos o desenvolvimento de nossa cidade e, sem dúvida, aagricultura familiar é uma atividade de grande relevância que merece o destaque que está sendo dado”, afirmou.
Para a artesã Jaciara Palermo a exposição era a oportunidade que precisava para conversar com aqueles que recém assumem a pasta na cidade em que reside. “Tive a sorte de conversar com autoridades da Capital e falar sobre nossas demandas enquanto produtores, principalmente sobre as exigências do MAPA para o SISB. Precisamos mostrar o nosso produto diretamente e explicar as nossas demandas”.

De acordo com ela, a Agraer presta todo um bom serviço de Ater (Assistência Técnica e Extensão Rural) em sua propriedade. Todavia, um longo caminho ainda tem quer ser trilhado para que seus produtos possam cruzar a fronteira e ganhar as prateleiras em outros estados. “Há uma série de exigências que o Mapa está nos fazendo. Sei que a Agraer vem articulando parcerias com outros órgãos para que o custo não fique abusivo. Mas, a gente também aproveita e conversa com as lideranças que visitam o estande”, disse Jaciara.

Dentro deste contexto de fomento da agricultura familiar, o estande da Agraer cumpre outro grande papel na linha de produção: a geração direta de renda. “Eu estipulei uma meta de vendas para o Showtec e pretendo chegar lá. Espero com o rendimento pagar algumas despesas de casa. É sempre uma expectativa que as famílias agrícolas criam quando vão participar de eventos como este”, garantiu a artesã.


Tradição – 
Realizada há 21 anos pela Fundação MS, a Showtec aproxima produtores rurais da comunidade científica para divulgar o que há de mais moderno em tecnologia voltada ao setor da agropecuária. Em 2017 serão mais de 500 tecnologias divulgadas por 120 expositores nos três dias de feira – de 18 a 20 de janeiro.

Texto: Aline Lira

Fotos: Néia Maceno

Posts Relacionados

Facebook Comments