Carlos Bolsonaro pede licença sem salário para cuidar do pai

Carlos Bolsonaro pede licença sem salário para cuidar do pai

O vereador do Rio, Carlos Bolsonaro (PSC), pediu licença não remunerada ao presidente da Câmara Municipal, Jorge Felippe (MDB). Conforme informou o assessor em seu gabinete, o afastamento é de 30 dias e começou a contar na segunda-feira. O motivo do afastamento é para acompanhar a recuperação do pai, Jair Bolsonaro, em São Paulo, da cirurgia de hérnia.

O presidente se recupera de uma cirurgia realizada no domingo, 8, para correção de uma hérnia incisional. Foi o quarto procedimento cirúrgico a que ele foi submetido após ter sido esfaqueado há um ano, durante a campanha eleitoral, em Juiz de Fora (MG).

O pedido de licença foi publicado Diário Oficial da Câmara Municipal desta terça-feira (10). A medida está prevista no art. 11 do regimento interno da Casa, que garante o direito à licença sem remuneração por até 120 dias.

A equipe médica que acompanha o presidente Jair Bolsonaro no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, informou na manhã desta terça-feira, por meio de boletim médico, que o mandatário se encontra em “contínua melhora” e permanecerá com dieta líquida à base de chá, gelatina, água e caldo ralo. Não há previsão de alta e as visitas permanecem restritas. “Após 48 horas da cirurgia permanece afebril”, diz o documento.

Na segunda-feira à noite, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) provocou reação de políticos depois de dizer em sua conta no Twitter na que as transformações no Brasil não virão por vias democráticas.

Posts Relacionados

Facebook Comments