Bolsa prática: saiba o que colocar nela e como mantê-la bem organizada

Bolsa prática: saiba o que colocar nela e como mantê-la bem organizada

Até achar a chave de casa pode levar certo tempo, não é mesmo? E quando o celular toca, em meio a tantos itens, bate certo desespero para não perder a ligação.  Por que as BOLSAS SÃO TÃO CHEIAS? “Nos dias de hoje, elas são tão MULTITAREFAS que a bolsa se encarrega um pouco desse papel também – acaba sendo um apoio para se ter tudo sempre à mão. Só que a mulherada EXAGERA um pouco”, coloca a jornalista SIMONE FIUZA, autora do blog Mulherão.

Qual é a mulher que não tem mais de uma bolsa? FOTO: thinkstock

QUE MULHER NÃO TEM MAIS DE UMA BOLSA? FOTO: THINKSTOCK

ALIVIE O PESO

Para Madalena Feliciano, coach de carreira da Outliers Careers, FALTA PLANEJAMENTOnesse aspecto: “a gente acaba acumulando coisas que não são usadas no dia a dia dentro das bolsas. As mulheres levam o kit de maquiagem inteiro, sendo que elas já a aplicaram de manhã, antes de sair de casa. Precisa mesmo? No máximo, ela vai retocar o batom, o rímel, o lápis”. A indagação faz sentido. Tanto que Simone até conta sobre suas DORES no ombro. “Eu sempre usava bolsas muito grandes; e, quanto maiores, mais PESO”.

SEMPRE À MÃO

“Eu comecei a ficar muito INCOMODADA com toda a desordem, e passei a procurar formas deFACILITAR isso diariamente”, a jornalista comenta. “Resolvi ficar com uma bolsa deTAMANHO MÉDIO e, geralmente, não a deixo alta: carrego-a NA MÃO”. É mais recomendado para perceber, de fato, o volume total. “No ombro, a gente sempre vai adicionando mais peso sem sentir”.

FAXINA NECESSÁRIA

Sim, é necessário JOGAR FORA e se desapegar daquela notinha de cartão de crédito que já se apagou. “Acredito que tirar CINCO MINUTOS do dia, UMA VEZ NA SEMANA, a fim de organizar a bolsa é suficiente. Elimine o que não é útil e que foi juntando durante a semana”, Simone recomenda. “Tirar tudo, separar os papéis, passar um PANINHO ÚMIDO nela, DEIXÁ-LA ao SOL… Você consegue adotar alguns comportamentos que vão auxiliar muito na rotina”, Madalena complementa.

Mantenha apenas o essencial para cada dia. Saiba priorizar as necessidades FOTO: thinkstock

MANTENHA APENAS O ESSENCIAL PARA CADA DIA. SAIBA PRIORIZAR AS NECESSIDADES FOTO: THINKSTOCK

DE BOLSA EM BOLSA

“Hoje existem ORGANIZADORES DE BOLSAS NO MERCADO; tratam-se de estruturas com várias repartições. Caso queira trocar de bolsa, é só transferir de uma para a outra”, a blogueira sugere. Abusar dos próprios compartimentos dos modelos escolhidos e ter necessaires também ajudam. E, se não for sair com uma das suas opções, guarde-a sem nada dentro, completamente arrumada.

REFLEXO EM OUTROS ASPECTOS

“O que preocupa, muitas vezes, é que você CARREGA ESSE COMPORTAMENTO para OUTRAS ÁREAS da sua vida”, a coach pontua. “Aquelas pessoas que normalmente sãoDESORGANIZADAS, reclamam mais o tempo todo!”. E isso é devido à simples ocorrência de que elas NÃO CONSEGUEM PRIORIZAR o que é importante. Para a profissional, existem alguns fatores por trás que, muitas vezes, são obscuros e grandes sabotadores. “No geral, uma pessoa ansiosa, depressiva, ou que tem muito apego e bastante dificuldade em estruturar a vida financeira, vai aglomerando aquele monte de coisa dentro da bolsa”. Como solução, ela indica investigar esse processo, parar e fazer uma AUTOANÁLISE. O discurso “eu entendo a minha bagunça” representa os que não conseguem administrar muito bem suas vidas, tarefas diárias e, principalmente, o tempo.

NÃO PODE FALTAR!

Peso demais na bolsa pode prejudicar as costas e os ombros. Faça uma limpeza a cada semana FOTO: thinkstock

PESO DEMAIS NA BOLSA PODE PREJUDICAR AS COSTAS E OS OMBROS. FAÇA UMA LIMPEZA A CADA SEMANA FOTO: THINKSTOCK

Conforme as necessidades atuais, eis o que as duas especialistas aconselham como essenciais em uma bolsa (parece muito, mas não é!):

CELULAR E CARREGADOR – “não dá para sair sem”, diz Simone

ÓCULOS DE SOL – “além da proteção, complementa o look”, ela continua;

KIT DE HIGIENE – conforme as necessidades individuais, por exemplo: escova e pasta de dente, desodorante, perfume, etc. (versões em miniatura, por favor!);

MAQUIAGEM – máscara para cílios, batom e pó (se preferir, substitua a máscara pelo lápis);

ÁLCOOL-GEL – “em tempos de epidemia de H1N1, não dá para brincar com isso! Sem contar que é muito higiênico”, avisa a jornalista.

PRENDEDOR DE CABELO – “se rolar um convite para sair após o expediente e o cabelo não estiver mais lá essas coisas, um rabo de cabelo vai arrasar!”, ela propõe;

ANALGÉSICO – para cólicas, dores de cabeça;

CARTEIRA – “com cartões de crédito, documentos (autenticados) e pouco dinheiro”, Madalena orienta. Afinal de contas, questões de segurança pesam nesse momento;

ABSORVENTES;

CHAVES – em lugares fáceis e visíveis;

E, para a coach de carreiras, quem depende de TRANSPORTE PÚBLICO pode incluir umaSANDÁLIA ou sapatilha para calçar depois de um dia em cima do salto. Uma fruta aqui e umaBARRINHA de CEREAL ali caem muito bem entre uma refeição e outra, e são muito úteis para quem está sempre na correria.

VIVER SEM, JAMAIS!

A bolsa está ligada à constituição da IDENTIDADE FEMININA e faz parte do mundo particular de cada uma. “A mulher, por si só, tem VAIDADE”, Madalena ressalta. “E ela FALA MUITOsobre NÓS!”, a coach conclui.

Daquidali

Posts Relacionados

Facebook Comments