Bela-vistenses são os sequestradores do empresário douradense








Eles são bela-vistenses e possuem antecedentes criminais. Três presos e um morto; Polícia Civil de Ponta Porã salva vida de empresário. O assalto teve inicio em Dourados e terminou na fronteira com ação rápida dos Policiais Civis de Ponta Porã

O ocorrido

Na manhã da ultima terça-feira (07/07) por volta das 10h, na cidade de Dourados/MS, quatro pessoas, três homens e uma mulher menor de idade, realizaram o assalto de uma caminhoneta S 10, cor branca, placa OOG-4587, levando como refém Mário Rubens Ferraz de Paula, 54 anos, proprietário do veículo.

A família da vítima, após saber do relato feito por testemunhas do ocorrido, procurou a delegacia de Dourados para registrar a ocorrência do roubo seguido do seqüestro, começando, a partir desse momento, diligencias por toda fronteira.

As primeiras informações eram de que os ladrões teriam tomado o destino da cidade de Coronel Sapucaia, rumo ao Paraguai, mas com o acesso ao GPS do celular da vítima, os policiais descobriram que a direção dos ladrões era a cidade de Bela Vista, já que posteriormente, verificou-se que todos os assaltantes moravam naquela cidade. Quando os meliantes chegavam nas proximidades do destino, foram surpreendidos por uma barreira do quartel na rodovia e resolveram tomar o rumo de Pedro Juan Caballero para comercializar a S10 do outro lado da fronteira.

Acessando o sinal do GPS do celular do empresário, os policiais perceberam que os marginais com a vitima já estavam bem próximo de Ponta Porã e imediatamente foram acionadas duas equipes da Policia Civil que encontraram os assaltantes entre o Haras e o posto fiscal. Ao notarem a ação dos policiais civis, os bandidos tentaram fugir, rumo ao Paraguai, mas foram perseguidos e para não permitir que o bando entrasse no país vizinho, os policiais atiraram nos pneus da caminhoneta que acabou saindo da pista de rolamento e parando próximo a um matagal.

Neste momento, três bandidos ficaram com a vítima e um quarto elemento correu para o mato e ao ser perseguido pelos policiais, o marginal pulou nos policiais armado com um facão e com o intuito de proteção, um policial disparou sua arma em direção ao seu agressor. O bandido foi trazido para o hospital Regional de Ponta Porã, mas não suportou e veio a falecer.

No local do embate, os policiais negociaram com os marginais a libertação do empresário e após muita conversa, Mário Rubens foi libertado. O empresário estava muito assustado devido as ameaças de morte que vinha sofrendo por parte dos bandidos. De acordo com informações, a vítima passa bem, fez exames médicos e em seguida foi levada para o 1º DP onde esperava a família.

Foram presos Renato Rosa Galdino, 27 anos; Evandro Carvalho Zameiro, 23 anos, uma menor de 16 anos de idade com as iniciais A.R.S . Clayton Moraes Galdino, 30 anos, irmão de Renato foi quem não resistiu aos ferimentos e faleceu e que, conforme as informações, era quem chefiava o bando e durante toda viagem ameaçava a vitima afirmando que assim que a caminhoneta fosse entregue, a vítima seria executada.

Renato Galdino informou a reportagem do “Pontaporainforma” que estava morando em Dourados há três semanas, onde arquitetava o plano para roubar uma caminhoneta. Ele já responde um processo por homicídio e quando menor respondeu por roubo. Já Evandro responde processo por furto.

Além da Polícia Civil equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Departamento de Operações de Fronteira (DOF), Polícia Militar (PM) e Polícia Militar Rodoviária Estadual (PMRE) foram mobilizadas para investigar o caso.

 

 Fonte: Ponta Porã Informa

Posts Relacionados

Facebook Comments