Alô palmeirenses, domingo é dia de enterrar os rivais e dessa vez sem falhas

Depois de amargar a Série B em 2013, nem o torcedor palmeirense mais fanático poderia esperar que o começo da temporada do Centenário fosse quase perfeito. Isso mesmo, a invencibilidade de sete jogos (seis vitórias e um empate) no Paulistão só atingirá a perfeição com a vitória no clássico contra o Corinthians no próximo domingo (16) no Pacaembu.

Muita exigência? Lógico que não! Gilson Kleina ainda precisa convencer que é grande o suficiente para levar o Verdão de volta aos tempos gloriosos e, para isso, precisa enterrar de vez o time de Mano Menezes.

Atenção, palmeirenses, é a nossa chance de cravar os nossos rivais na crise e dessa vez não podemos falhar. Nem pensar em repetir aquele fatídico dia 6 de fevereiro de 2011…

Há três anos, passamos a semana que antecedeu o clássico se acabando nas piadas sobre a derrota corintiana para o Tolima ainda na Pré-Libertadores (Aqui entre nós, esse vexame eles nunca irão apagar, não é mesmo?) e quando chegou no domingo, Alessandro (perna de pau e hoje aposentado) marcou o único gol da partida e ainda cometeu o absurdo de ir provocar a nossa torcida. Ainda bem que tínhamos São Marcos para colocar as coisas no lugar e pedir respeito.

Enfim, em 2011 tivemos a chance de aumentar ainda mais a crise corintiana e desperdiçamos. Ou alguém acredita que Andrés Sanchez teria mantido Tite no comando após perder para o Tolima, e principalmente, para o Palmeiras? Lógico que não.

Agora é com você, Valdivia e cia. O frio na barriga já toma conta dos palestrinos, a ansiedade é grande para que a bola comece a rolar no Pacaembu para podermos ver chutes no vácuo do chileno, gols de Kardec e muita vontade de todo o elenco.

“Ôôôôô vamos ganhar, Porco…… Ôôôôô vamos ganhar, Porco!!!”.

* Giuliano Vitale é chef de cozinha e palestrino fanático