Alemanha e Argentina se enfrentam em busca do título de campeã da Copa do Mundo

Uma invasão argentina vai tomar o Rio de Janeiro neste domingo (13) para a final da Copa do Mundo organizada pelo Brasil. Argentina e Alemanha se enfrentam às 16h no Estádio do Maracanã no terceiro duelo entre as duas seleções por um título mundial. São esperados mais de 100 mil argentinos na cidade, o que obrigou as autoridades a fazer um esquema especial de segurança com mais de 25 mil homens. Segundo a Fifa, 13 mil argentinos e 13 mil alemães compraram ingressos para a final. A expectativa da entidade é que o público no estádio supere 74.200 pessoas. A festa começa às 14h20 com o show de encerramento do Mundial.

O esquema de segurança para a final terá 25.787 homens de várias corporações. O secretário e Segurança do Rio, José Mariano Beltrame, classifica o esquema como a maior operação de segurança da história do Rio de Janeiro. Vários chefes de estado confirmaram presença no Maracanã, entre eles a chanceler alemã Angela Merkel e o presidente da Rússia, Vladimir Putin (a presidente da Argentina, Cristina Kirchner, cancelou a ida ao Rio por motivos de saúde). A presidente do Brasil, Dilma Rousseff, vai entregar a taça ao campeão.

31 dias de Copa
A final encerra a Copa do Mundo que começou sob grande desconfiança quanto à organização e ameaças de protestos nas ruas. Ao longo desss 31 dias, no entanto, com a chegada de milhares de turistas, as facilidades de acesso aos estádios e a confraternização entre os torcedores brasileiros e estrangeiros (além da alta qualidade e emoção dos jogos) a Copa passou a ser elogiada pelos brasileiros e pela imprensa internacional.

Para a torcida brasileira, depois da derrota para a Alemanha por 7 a 1, que deu adeus ao sonho do hexa e de ver a Seleção na final da Copa que o país organizou, só resta acompanhar a decisão e torcer por um grande espetáculo para o encerramento do Mundial.

Antes do jogo, a festa de encerramento terá apresentações musicais da cantora colombiana Shakira e da brasileira Ivete Sangalo, além do guitarrista Santana, do rapper Wyclef Jean, e dos brasileiros Alexandre Pires e Carlinhos Brown.

O show de encerramento começa às 14h20, e a recomendação é que o torcedor vá com muita antecedência para o Maracanã para evitar filas e transtornos no acesso ao interior do estádio.

Alemanha x Argentina, às 16h, no Estádio do Maracanã, no Rio
Duas forças gigantes do futebol mundial, Alemanha e Argentina, fazem neste domingo (13), no Estádio do Maracanã, uma final digna da grandeza que foi este evento. Em campo, cinco títulos mundiais (a Alemanha busca o tetra e a Argentina vai atrás do tri mundial). De um lado estará a Alemanha e seu ataque arrasador, que atropelou o Brasil na semifinal e já marcou 17 gols em seis partidas. Do outro, a Argentina e sua defesa quase intransponível, três gols sofridos em seis jogos, nenhum deles nas três partidas das fases de mata-mata.

Esta será a terceira final de Copa do Mundo entre Alemanha e Argentina. Os argentinos venceram em 1986 e os alemães ganharam em 1990. Desde então, nenhuma das duas equipes conseguiu chegar à decisão de um Mundial.

Para mudar isso, a Alemanha investiu nas categorias de base dos seus clubes, e já colhe resultados com uma jovem geração de muito talento, liderada por Thomas Müller, Toni Kross e Mario Götzke. A Argentina era conhecida por seu ataque de craques como Lionel Messi, Gonzalo Higuaín e Sergio Aguero. Ah, mas a defesa… diziam. O técnico Alejandro Sabella corrigiu o problema e hoje a Argentina apresenta uma das defesas mais sólidas do mundo.

O goleiro Sergio Romero, muito contestado no último Mundial, teve atuações perfeitas e concorre ao título de melhor arqueiro da Copa. O volante Javier Mascherano e os meias Messi e Angel Di María estão na disputa pelo título de craque da Copa. Mascherano foi destaque na partida semifinal diante da Holanda, quando comandou a defesa com muita raça e ainda foi decisivo no lance final do jogo, evitando um gol do adversário. Messi decidiu várias partidas para a Argentina nesta Copa, mas foi bem marcado pelos holandeses. A Alemanha prepara também uma marcação especial ao camisa 10 argentino. Já Di María se machucou na partida das quartas de final contra a Bélgica e tem chances remotas de atuar.

O estádio
Depois de ficar fechado por 2 anos e 8 meses para reformas, o mais famoso estádio do Brasil foi reaberto no dia 27 de abril de 2013. Palco de sete partidas da Copa, inclusive a final, no dia 13 de julho, o Maracanã tem capacidade para receber 78,8 mil torcedores. Após a reformulação, a área construída passou a ser de 124 mil metros quadrados, 2 mil a mais. O custo das obras foi de US$ 1 bilhão.

Posts Relacionados

Facebook Comments