A primeira foto de um buraco negro pode ser tirada semana que vem

A primeira foto de um buraco negro pode ser tirada semana que vem

Cientistas iniciaram nesta quarta-feira um projeto ambicioso, cujo objetivo é tirar a primeira foto de um buraco negro na história. Até 14 de abril, astrônomos do mundo inteiro vão apontar seus potentes telescópios para um dos maiores buracos negros conhecidos, Sagitário A, que fica no centro da Via Láctea e é quatro milhões de vezes mais massivo do que o nosso Sol. Ao conectar observatórios em oito pontos do globo, o resultado é um telescópio gigante, batizado de Event Horizon Telescope, que tem praticamente o tamanho da Terra. Ele é tão potente que consegue observar até “as costuras de uma bola de beisebol a 8.000 milhas (o equivalente a 12.874 quilômetros) de distância”, como descreve o Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT, na sigla em inglês), uma das instituições ligadas ao projeto.

“Essas observações vão nos ajudar a classificar todas as teorias malucas sobre buracos negros – e há muitas delas”, disse Gopal Narayanan, professor de pesquisas astronômicas na Universidade de Massachussets Amherst, nos Estados Unidos, em comunicado. Os cientistas esperam com o projeto conseguir coletar dados suficientes para submeter a famosa Teoria da Relatividade Geral de Einstein ao seu teste final, comprovando-a definitivamente. Além disso, as informações também podem ajudar a compreender como as galáxias evoluíram e testar a teoria descrita por Stephen Hawking de que os buracos negros estariam perdendo matéria ao longo do tempo.

 

VEJA

Posts Relacionados

Facebook Comments